Manhãs

Foto Clara Meira

Foto Clara Meira

Hoje de manhã fui à praia bem cedinho.

Às oito horas já tinha armado a barraca, as meninas já pulavam de alegria na água e eu já tava em frente ao mar, em estado hipnótico, olhando o horizonte. Essa coisa da gente achar que precisa dormir muito no fim de semana nos impede de viver coisas extraordinárias. Como essa que eu tava vivendo naquela hora mágica da manhã.

Durante muitos anos da minha vida vivi mergulhada na imensidão da madrugada. O silêncio da noite me ajudava a escrever. A companhia da lua e das estrelas me inspirava, a brisa me trazia o frescor de palavras novas e eu me sentia abençoada por conseguir entender o que a coruja dizia. Mas com tantas horas roubadas da noite, as manhãs sempre eram esquecidas. E por mais que eu soubesse de toda a magia que acontece no amanhecer, eu nunca tava lá para assistir.

Mas hoje eu fui à praia bem cedinho. E de repente, entendi aquilo com um enorme e benevolente presente de Deus. Afinal de contas, o dia tava acabando de chegar e trazia com ele toda a esperança que carrega o recomeçar. Observei com vagar – sim, de manhã tudo acontece devagarinho – o despertar de cada detalhe daquela paisagem.
A maré silenciosa acordando a areia com ondas mansas, as gaivotas tomando seu café, pescadores chegando, boêmios indo embora. A névoa se dissipando no horizonte, o sol iluminando cada alma. Que espetáculo da natureza! Mas eu preciso confessar que o melhor detalhe não fui eu que vi, foi a minha pequena. Ela viu o sol batendo na água e gritou lá de dentro espantada com tanto brilho:

Olha mamãe, olha… Deus passou glitter no mar!

2 ideias sobre “Manhãs

  1. Adorei… é claro que o final de semana também é bom para descansar… mas acima de tudo é para viver… seja lá o que for!!!!!! É puro encantamento ! bjs

O que achou?